falecom@nobisapp.com.br
Independência não é coisa pra se fazer sozinho

Independência não é coisa pra se fazer sozinho

Os livros de história contam que a Proclamação da Independência ocorreu no dia 7 de setembro de 1822. E quem não lembra da icônica imagem de Dom Pedro I, às margens do Rio Ipiranga. O que estava em jogo? A separação e independência do Brasil Colônia de Portugal. Ao contrário do que muitos pensam, a Independência não foi um acordo de papel e caneta, cordialmente assinado, tampouco mobilizado por um homem só.
 
Há 198 anos pessoas de origens em diferentes lugares do mundo constituem o povo brasileiro ao longo do tempo, na medida em que escolhem o Brasil como pátria para se juntar à “brava gente brasileira”.
 
Nossos documentos dizem mais do que a nossa nacionalidade, eles falam da nossa brasilidade.
Ser Brasileiro e Brasileira é pertencer a um povo, que luta todos os dias pela própria independência: a de ter casa própria, de pagar as contas com tranquilidade, de ter acesso a educação, segurança e saúde.
 
Se essas buscas são de milhões de brasileiros, então a nossa independência só se conquista coletivamente. A autonomia de cada um, depende muito de ações de interdependência entre pessoas, empresas, associações, agentes públicos dentre outros, realmente comprometidos com o Brasil.
 
É por isso, que cada vez mais, a plataforma Nobis reconhece o papel fundamental das interações colaborativas entre as pessoas que prestam serviços e as pessoas que demandam serviços, bem como entre agentes públicos e privados.
Quanto mais nos sentirmos, parte de um povo que é diverso, mais chances teremos para construir a própria autonomia, numa nação que é de todos e todas.
 
Que a “Brava gente Brasileira” que habita cada um de nós, seja capaz de desenvolver uma nação melhor para todos e todas.

ENVIE-NOS UMA MENSAGEM


A Nobis busca integrar prestadores de serviços e clientes potenciais. Se você gostaria de esclarecer alguma dúvida ou enviar uma sugestão, preencha o formulário e envie sua mensagem.
Será um prazer atendê-lo.